Logomarca Bezerra de Menezes

31-3444-0447 / 31-3423-0118 | Rua Guaranésia, 153 - Floresta - Belo Horizonte/MG

Receba nossa newsletter

Blog Bezerra de Menezes

Tratamento Fitoterápico

fitoterapia2_430x284

Existem registros de que o uso de plantas medicinais ocorre desde 5000 a.C. Os chineses já possuíam listagem de drogas derivadas de plantas, no Antigo Egito, o Papiro de Ebers faz referência a mais de 700 espécies, na Grécia e Roma, a medicina esteve sempre relacionada com a Botânica, persistindo nessa situação até o século XVII.

Na Idade média, os cientistas também contribuíram para um estudo mais aprofundado das propriedades terapêuticas das plantas medicinais.

No Brasil, as primeiras referencias sobre as plantas medicinais são atribuídas ao padre José de Anchieta e outros jesuítas que viveram durante tempos coloniais.

Após a Segunda Guerra Mundial, com a descoberta dos antibióticos, houve um crescimento no uso de medicamentos a base de drogas sintéticas, com consequente abandono e inclusive certo cepticismo a respeito das drogas naturais. Somente a partir da década de 80 é que passaram a ser novamente valorizadas como fonte de propriedade curativa de baixo custo. Neste contexto a Organização Mundial de Saúde – OMS, publica em 1978, uma resolução recomendando o uso de plantas medicinais regionais como forma de baixar os custos dos programas de saúde pública.

De acordo com a legislação sanitária brasileira, fitoterápico é o medicamento obtido empregando-se exclusivamente matérias-primas ativas vegetais, cuja eficácia e segurança são validadas por meio de levantamentos etnofarmacológicos, de utilização, documentações tecnocientíficas ou evidências clínicas. É caracterizado pelo conhecimento da eficácia e dos riscos de uso, assim como pela reprodutibilidade e constância de sua qualidade.

(Anvisa, RDC nº 14, de 31 de março de 2010)

A extração pode ocorrer de várias formas, sendo que as mais usadas na farmácia, são as Tinturas-Mãe (extrato líquido) e os extratos secos (usamos para o preparo das cápsulas). Há ainda as rasuras que são usadas no preparo de chás.

Por ser considerado um produto natural, não significa que não oferece riscos à saúde. As plantas medicinais podem ter contra-indicações, interações medicamentosas e promover reações adversas, por este motivo sempre comunique se fez ou se mantém o uso de algum produto natural.

Essa entrada foi postada em Fitoterapia com as tags , , , , , . Marcar o permalink.

Comente usando seu Facebook

Postar um comentário ou deixar um trackback: URL do Trackback.

Postar um comentário

Seu email nunca será publicado ou compartilhado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*
*

Você pode usar as seguintes tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Facilidades